e Coragem em cada verso
coragem em cada verso
IMG_DSTQ_1
IMG_DSTQ_3
IMG_DSTQ_2
IMG_DSTQ_4
cuide-se.
toque-se.
seja coragem.
viver não é não temer,
mas atravessar,
apesar de.
sinta-se.
queira-se.
siga persistente e se amando,
e sorrindo,
mesmo quando enfrentando,
que a vida
nos exige muito peito
para lutas,
mas nos devolve tudo
em amor.


Poema por Eulíricas

 
Coragem em cada verso
Mais coragem, poesia e saúde, por favor.
Inspire-se com a poesia para encorajar quem você ama a fazer exames preventivos.
IMG_ANCORA_2-1


Outubro Rosa

O câncer de mama é o tipo de tumor mais comum entre as mulheres no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma.

Quando detectado ainda no início, as chances de cura podem chegar a cerca de 90%. Além das mulheres, a doença também atinge homens, mas em um número muito menor, cerca de 1% dos casos.

Saiba mais sobre o câncer de mama e previna-se.
IMG_FAIXA_ETARIA






Acometimento
por faixa etária


✾ Antes dos 35 anos: relativamente raro.

✾ Acima dos 35 anos: aumento
progressivo de incidência.

✾ Após os 50 anos: risco elevado.
IMG_FATORES




Fatores de risco

✾ Perfil da paciente (idade precoce da primeira menstruação, menopausa tardia (após 55 anos), primeira gravidez depois dos 30 anos, não ter filhos e uso de contraceptivos orais).

✾ Hábitos/estilo de vida (ingestão de bebida alcoólica, sedentarismo, obesidade e sobrepeso após a menopausa).

✾ Histórico familiar (hereditário).

✾ Após os 50 anos: risco elevado.
IMG_SINAIS




Sinais e sintomas

✾ Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher.

✾ Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja.

✾ Alterações no bico do peito (mamilo).

✾ Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço.

✾  Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos.• Em algumas mulheres, o câncer de mama pode ser assintomático, principalmente nos estágios iniciais.
Exames e diagnóstico precoce

A mamografia é indicada como rotina para as mulheres a partir dos 40 anos de idade.
Porém, dependendo do caso, o médico pode solicitar exames complementares, como o ultrassom e a ressonância magnética de mamas.

Saiba mais sobre cada exame:
4178.10-IMG_MAMOGRAFIA




Mamografia

É o exame radiológico das mamas, feito com uma baixa dose de radiação, quase desprezível, para produzir imagens que forneçam informações sobre o interior da glândula mamária e das axilas.

A mamografia serve para o rastreamento do câncer da mama em mulheres assintomáticas, a partir de 40 anos de idade. Em mulheres com fatores de risco, como casos deste câncer na família, a mamografia deve ser iniciada mais cedo.
IMG_ULTRASSO,






Ultrassom das mamas

O ultrassom colabora para analisar algumas alterações mamárias, sendo considerado um estudo complementar, realizado após a mamografia de rastreamento, nos casos que requerem avaliação adicional.

Também indicado para mulheres com tecido mamário denso ou para distinguir a diferença entre os cistos com líquido e massas sólidas.
IMG_RESSONANCIA





Ressonância Magnética
das mamas


Indicada com frequência para mulheres diagnosticadas com câncer de mama a fim de determinar o tamanho do tumor com maior precisão.

É recomendada também junto com a mamografia para mulheres com alto risco da doença ou para a avaliação de lesões duvidosas na mamografia ou ultrassonografia de mamas. 

 
IMG_AUTOEXAME





E o autoexame?

O autoexame é um método simples que pode ajudar na descoberta do câncer de mama, porém não dispensa exames de imagem. O período ideal para realizar o autoexame é sete dias após o início da menstruação. Antes desta fase, as mamas estão mais sensíveis e podem apresentar alterações que irão desaparecer após a menstruação.

A realização do autoexame é importante para a mulher conhecer seu corpo. Encontrou um nódulo? Calma, não quer dizer que você tem um câncer de mama. Se notar alguma diferença, procure um médico especialista. 
Consulte sempre um médico em casos de sinais e sintomas.
IMG_TESTE_GENETICO


Testes Genéticos

Atualmente já é possível identificar a possibilidade de desenvolver a condição antes mesmo que ela aconteça. A análise é feita por meio de testes genéticos, que detectam alterações nos genes BRCA1, BRCA2 e outros genes relacionados ao tumor.

Na plataforma Fleury Genômica você encontra testes genéticos direcionados à pesquisa de mutações nesses genes, além de painéis de múltiplos genes, como o Painel de Câncer de Mama e Ovário Hereditário, que avalia 25 genes relacionados ao desenvolvimento desses tumores.


Clique aqui e conheça mais sobre os testes genéticos e medicina personalizada.
  
  
Você sabia?

Muitas mulheres deixam de fazer exames preventivos por causa do medo do diagnóstico.
Compartilhe esta campanha, coragem em cada verso, com todas as suas amigas.
Seu incentivo pode salvar vidas.
4178.10 LOGOS PARA LANDING PAGE-01
4178.10-LOGOS-PARA-LANDING-PAGE-02
4178.10-LOGOS-PARA-LANDING-PAGE-03
4178.10 LOGOS PARA LANDING PAGE-04
Responsáveis técnicos

a+ Medicina Diagnóstica SP: Dra. Maria Beatriz Nóbrega Hadler (CRM-SP - 43776)
a+ Medicina Diagnóstica PR: Dra. Cristina do Rocio Mazur (CRM-PR - 6.431)
a+ Medicina Diagnóstica PE: Dra. Maria Nelia Lima (CRM-PE - 2.746)
a+ Medicina Diagnóstica BA: Dr. George Moura Coutinho (CRM-BA - 12.785)
a+ Medicina Diagnóstica DF: Dr. Edgar Gil Rizzatti (CRM-SP - 94.199)
Labs a+: Dr. Wilson Shcolnik (CRM-RJ - 52-34610-4)
Diagnoson a+: Dr. George Moura Coutinho (CRM-BA - 12.785)
IRN: José Jorge Maciel Neto - CRM-RN 4092
Fonte: Núcleo Médico Grupo Fleury, Instituto Nacional de Câncer (INCA) e Instituto Oncoguia.